Jair Oliveira

 Jair Oliveira

Compositor, arranjador, intérprete, músico e ator

Música na Alma! Assim Jair Oliveira define sua relação com esta arte. Multi-instrumentista, compositor, arranjador e intérprete, desde muito cedo percebeu que a música seria mais que entretenimento na sua vida.  Filho do cantor Jair Rodrigues, cresceu em um ambiente musical, frequentado por lendas da MPB e sob estas influências, aos 6 anos de idade, deu início a sua trajetória profissional. Seu primeiro trabalho foi cantar “Deus Salvador” no álbum Jair Rodrigues de Oliveira e desde então não parou mais.

Em 1982, Jair participou do Festival de San Remo, na Itália, com a música “Io e Te” - que rendeu um emocionante videoclipe. Logo depois foi convidado para integrar o Balão Mágico – uma das mais conhecidas bandas infantis da época. Com o grupo gravou 3 discos e apresentou o programa matinal, homônimo, exibido pela Rede Globo até 1987.

Ainda na década de 1980 ele voltou à Itália e gravou “La Casa Dei Gioccatolli” – versão italiana para o clássico nacional “A Casa de Brinquedos”.

Com o fim do Balão Mágico Jair participou de alguns projetos infanto-juvenis e gravou um disco com a antiga parceira de Balão, Simony.

Jair Oliveira aos 17 anos ingressou no curso de Jornalismo na  Universidade de São Paulo (USP) , mas a paixão pela música falou mais alto e ele foi para os Estados Unidos aperfeiçoar seus conhecimentos na conceituada faculdade Berklee College of Music, de Boston.  Durante os 5 anos de estudos esteve em contato com grandes músicos e professores de todo o mundo, formando-se, em 1998, no curso duplo de Produção Musical e Music Business.

Neste mesmo ano voltou ao Brasil e juntamente com os amigos  João Baptista, Dimi Kireeff e Wilson Simoninha montou a S de Samba - produtora que se tornou um importante nome no mercado publicitário. Em 11 anos de atuação eles produziram trilhas para campanhas de grandes empresas, filmes e programas de TV, além de imprimir sua marca em obras fonográficas.

Ao mesmo tempo, durante as tardes de futebol aos sábados na casa de Jair Rodrigues, nascia o Projeto Artistas Reunidos com Jair, Pedro Mariano, Wilson Simoninha, Luciana Mello, Max de Castro e Daniel Carlomagno. Essa turma apresentou-se durante 2 anos em casas noturnas de São Paulo. Este projeto rendeu apresentações em festivais internacionais de música e um disco, lançado pela gravadora Trama.

Desde que voltou ao Brasil Jair compôs e/ou produziu diversos trabalhos para grandes nomes da música brasileira como Ed Motta, Ney Matogrosso, Tom Zé, MPB-4, Jair Rodrigues, Vicente Barreto, Luciana Mello, Wilson Simoninha, Pedro Mariano, Patrícia Coelho, Vanessa Jackson, Sônia Rosa, Uri Caine, entre outros.

Em 1999, ele lançou seu primeiro disco solo intitulado Dis’ritmia. O álbum foi muito bem recebido por público e crítica, tanto no Brasil como no exterior. Em 2002 lançou o CD Outro que traz canções como “Bom Dia, Anjo” e “Falso Amor”. Neste mesmo ano Jair participou do projeto The New Samba Revue com Patrícia Marx, Wilson Simoninha, Mad Zoo e Max de Castro. Eles saíram em turnê pela Europa, fizeram 22 shows em Portugal, França, Alemanha, Holanda, Áustria, Itália, Suíça e Inglaterra.

O disco 3.1, lançado em 2003 pela Trama, contou com parcerias de Tom Zé, Otto, Arnaldo Antunes, Dom Betto, entre outros.

Em 2006, Jair lançou, pela S de Samba, o álbum Simples. O disco tem entre suas faixas as músicas “Tiro Onda”- tema do personagem Foguinho da novela Cobras e Lagartos da Rede Globo – e “Eu Também Tive um Sonho” - tema do filme Os Desafinados de Walter Lima Jr, do qual Jair participa como ator, interpretando o baixista Geraldo. No cinema ele também participou de Caminho dos Sonhos, de Lucas Amberg.

No começo de 2008 foi lançado seu primeiro DVD Simples ao Vivo. Gravado no palco do Citibank Hall, em São Paulo. O repertório é composto por canções do álbum homônimo e também por  outros sucessos do cantor.

No segundo semestre de 2009 Jair Oliveira e sua esposa, Tânia Khalill, lançaram Grandes Pequeninos - Livro/CD composto por 12 canções e repleto de participações especiais de artistas que tiveram filhos ou se tornaram avós há pouco tempo: Jair Rodrigues, Wilson Simoninha, Max de Castro, Luciana Mello, Vanessa Jackson, Seu Jorge, Maria Paula, Pedro Mariano, João Suplicy e André Moraes. O disco é literalmente uma trilha sonora feita para crianças entre 0 e 4 anos e pais de primeira viagem, como Jair era na época em que, inspirado pela emoção da paternidade, compôs as faixas do álbum. Este projeto foi indicado ao Grammy Latino 2009 na categoria Melhor Álbum Infantil.

Ainda em 2009 Jair fez duas turnês internacionais, uma pelos Estados Unidos e outra pela Europa.

Em janeiro de 2010 Jair Oliveira lança com sua irmã, Luciana Mello, o DVD O Samba me Cantou, gravado em fevereiro de 2009 no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. O show contou com  participações especiais de Cláudio Lins, Anna Luisa, Mariene de Castro, Skowa e Jair Rodrigues. O repertório é composto por clássicos do gênero como “Coração Leviano”, “Tristeza pé no chão”, “Orgulho de um sambista”, “Casa de Bamba” e também por composições inéditas.

Em Maio de 2010, Jair apresenta seu projeto mais recente, Sambazz – um livro/CD homônimo, lançado pelo selo S de Samba em parceria com a editora portuguesa Leya. O álbum reúne canções que mesclam  diferentes vertentes do samba, jazz (e suas variáveis), pitadas de soul e funk setentista. O livro descreve, passo a passo, o processo de criação do disco: desde a escolha das músicas até a sua finalização. O repertório de Sambazz é a base da turnê atual do artista – que já levou o show a diversas capitais. O projeto também rendeu um workshop, realizado em universidades.

Em 2011, aos 36 anos de idade, Jair Oliveira é reconhecido como um dos principais produtores e compositores de sua geração. Para comemorar a marca de 30 anos de carreira, Jair realizou um show, em Julho deste ano, no Auditório Ibirapuera. O espetáculo – uma releitura de sua trajetória – contou com participações especiais de artistas que o acompanharam em diversos momentos de sua carreira: Jair Rodrigues, Simony, Luciana Mello, Pedro Mariano, Wilson Simoninha, Max de Castro, Daniel Carlomagno, sua esposa Tania Khalill e sua primogênita, Isabela. Esse momento especial poderá ser visto, em DVD, no início de 2012.

Projeto Sambazz

O nome que faz menção a dois gêneros musicais o samba e o jazz é também o título com o qual o projeto de Jair Oliveira foi nomeado,Sambazz.
Lançado em abril de 2010 pela editora LeYa, o livro/CD tem como objetivo desvendar cada uma das etapas de criação do álbum.
Por meio de fotos, partituras e o registro do processo de produção, ele aborda desde a fase de composição até a mixagem, permitindo dessa forma que o leitor/ouvinte absorva também um pouco desse universo musical.
Com base no disco desse projeto que reúne 17 canções Jair Oliveira apresenta um show que mescla diferentes vertentes do samba ao jazz e suas variáveis, com pitadas de soul e ‘funk setentista’.
Em um diário de gravação, o artista utiliza cada registro de seu dia como metáfora condutora da narrativa. O multifacetado Jair ocupa diferent es papéis ao longo do processo, descrevendo cada detalhe técnico ou de ordem criativa. Para o artista, o livro interessa a todos que gostam de música e têm a curiosidade de entender como acontece o processo de criação, formatação e produção de um disco independente e autoral nos dias de hoje”.
Questões como : “Por que um CD tem, em média, 14 faixas?” ou então, “Como são nivelados os diferentes volumes, graves e agudos das músicas de um disco?”, entre outras, são esclarecidas por Jair.
O autor reconhece que, em função da distribuição digital, o próprio conceito de álbum está sendo questionado. Aumentando dessa forma, o valor de “Sa mbazz”, um livro que registra o tipo de produção que, juntamente com a própria indústria fonográfica, está sendo posta em xeque.
Veja alguns vídeos: